Detalhes do projeto SGP 1124

Página Inicial / Busca de Projetos / Detalhes do projeto

AVALIAÇÃO DO FLUXO SANGUÍNEO FOLICULAR E LUTEAL E ESTUDO DA TERMOGRAFIA VULVAR SUPERFICIAL EM BÚFALAS DA RAÇA MURRAH SUBMETIDAS A PROTOCOLO HORMONAL COM E SEM eCG

Coordenador(a): NELCIO ANTONIO TONIZZA DE CARVALHO

Vigência do projeto

01/03/2016 até 28/12/2020

Unidade responsável

IZ, Centros de Genética e Reprodução Animal

Área Estratégica

reprodução animal

Linha de Pesquisa

Recursos e Melhoramento genético animal

 

A ultrassonografia doppler e a termografia digital superficial são tecnologias de recente uso na Medicina Veterinária utilizadas de maneira não invasiva. Estas são ferramentas de auxilio diagnóstico por imagem que auxiliam no estudo dos fenômenos envolvidos durante o ciclo estral, foliculogênese, ovulação, luteogênese, luteólise e as alterações que estas geram na irrigação sanguínea das estruturas ovarias assim como na temperatura corporal e vulvar, podendo ser por resposta fisiológica à ação hormonal. Sendo de grande importância o estudo destes eventos fisiológicos visando melhorar a fertilidade do rebanho bubalino brasileiro. Objetiva-se avaliar as alterações morfológicas e de fluxo sanguíneo que ocorrem nas estruturas ovarianas, além de caracterizar as variações de temperatura corporal e da vulva acompanhados por variações nas concentrações hormonais durante o protocolo hormonal com e sem eCG em búfalas da raça Murrah. Serão selecionadas 20 búfalas em lactação que terão a ovulação sincronizada, utilizando o protocolo hormonal com e sem eCG. Após o 9° dia será realizado acompanhamento diário por ultrassonografia transretal modo B e modo Doppler, visando acompanhar a dinâmica folicular, ovulação, luteogênese e luteólise. A irrigação será mensurada primeiramente de forma subjetiva e posteriormente será realizada a análise objetiva da irrigação das estruturas utilizando “software”. As termografias da vulva, mufla e olho, serão realizadas diariamente anteriormente a ultrassonografia, entre 5:30h e 8:00h, após o maior folículo atingir 8,5 mm de diâmetro a termografia passará a ser realizada 2 x ao dia, durante todas as fases do ciclo estral. Os termogramas serão armazenados no cartão de memória e analisados com auxílio de “software”. Após, será aferida a temperatura retal com termômetro clínico digital. Serão colhidas amostras de 10 mL de sangue, diariamente para a dosagem das concentrações plasmáticas de progesterona e estradiol. Os dados serão submetidos à análise de variância por meio do procedimento do General Linear Models (GLM) do pacote estatístico Statistical Analysis System (SAS, 2009). As médias serão comparadas pelo teste de Tukey a 5%. Serão determinados coeficientes de correlações entre as variáveis estudadas.

  Sobre

O SGP (Sistema de Gestão de Pesquisa) foi implementado em todas as unidades APTA, para centralizar o controle de todos os projetos desenvolvidos sob sua supervisão. [Ler mais]

Endereço APTA – São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, 254, 2º andar - República, São Paulo - SP

Fone : (11) 5067-0447 e 5067-0427

  Endereço APTA – Campinas

Avenida Barão de Itapura, 1481 - Botafogo, Campinas - SP

Fone : (19) 2137-8930