Projetos APTA no Departamento de Descentralização do Desenvolvimento, Polo Regional Médio Paranapanema

Página Inicial / Busca de Projetos

1 projetos ativos encontrados - pág. 1 de 1

Uso racional da água em áreas de produção de frutíferas irrigadas na Bacia Hidrográfica do Médio Paranapanema, em condições de solo arenoso.

n° SGP 985

Esta experimentação consiste na implantação de um projeto de fruticultura, por meio do cultivo de videira, com  o objetivo de avaliar o desempenho agronômico de diferentes porta-enxertos de uva em condições de irrigação e sequeiro e com uso de cobertura plástica, comparada ao método convencional e a viabilidade da adoção de cultivo protegido com uso de cobertura com plástico impermeável em futuros cultivos na região. Será instalado na área do Polo Regional do Médio Paranapanema, em Assis, estado de São Paulo, coordenadas geográficas de 22°37’02’’ S; 50°22’30,5’’ O, altitude de 546 m, cujo solo é classificado como Latossolo Vermelho distrófico típico (LVd), que representa boa parte das áreas exploradas com pastagens na região do Médio Paranapanema. 
O experimento será implantado com copa de uva Niágara, enxertada em 2 porta-enxertos diferentes (IAC 572 ‘Jales’ e IAC 766 ‘Campinas’), no espaçamento de 3,20m x 1,00m. O sistema de condução será em manjedoura em forma de Y. Nas bordaduras, serão plantadas mais 160 mudas com copas e porta-enxertos diferentes, para observação do desempenho agronômico na região.  Experimento será em parcelas subsubdivididas, 2x2x2x4, com os fatores Cobertura plástica (Tratamento principal), irrigações (tratamento secundário) e porta-enxertos (subsubtratamentos), distribuídos em 04 blocos casualizados completos, perfazendo um total de 32 subsubparcelas. A dimensão das parcelas será de 3,20m de largura por 10,0m de comprimento, com 10 plantas por parcela. No total, parcelas mais bordadura, serão 480 plantas de uva. A área total experimental será de cerca de 0,2 hectares. 

Serão realizadas avaliações periódicas nos experimentos de uva quanto a:

- Avaliações biométricas no primeiro ano: número total de ramos, diâmetro médio dos ramos, comprimento do maior ramo e massa fresca total média dos ramos;- Crescimento e fenologia (a partir do 2° ano): início da brotação, datas de florescimento pleno (50 % das flores abertas) e de colheita (80% dos frutos no ponto de colheita), determinação do ciclo de maturação (período compreendido entre a data de florescimento  pleno e data de colheita);- Produção e qualidade dos frutos (a partir do 2° ano): número de cachos/planta; peso, diâmetro e comprimento dos cachos; e qualidade de frutos (teor de sólidos solúveis - °Brix).- Monitoramento de doenças: será feito o monitoramento das principais doenças da videira através de avaliações periódicas da sintomatologia a campo.           

A partir das primeiras colheitas, será realizada análise sócio-econômica das atividades, ressaltando custo de produção, rentabilidade e a viabilidade do sistema de irrigação empregado.

            As análises estatísticas serão realizadas por meio da análise de variância (ANOVA) e as médias comparadas pelo teste de Tukey 5%.

Ver detalhes do projeto

  SERGIO DONÁ      Apta Regional / IAC
  Sobre

O SGP (Sistema de Gestão de Pesquisa) foi implementado em todas as unidades APTA, para centralizar o controle de todos os projetos desenvolvidos sob sua supervisão. [Ler mais]

Endereço APTA – São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, 254, 2º andar - República, São Paulo - SP

Fone : (11) 5067-0447 e 5067-0427

  Endereço APTA – Campinas

Avenida Barão de Itapura, 1481 - Botafogo, Campinas - SP

Fone : (19) 2137-8930